Logosocioambiental

 

youtubeicontwittericonfaceicon

 

Nota Oficial Instituto Pró Cidadania de Curitiba

CARTA ABERTA AO POVO CURITIBANO

O Instituto Pró-Cidadania (IPCC) vem a público esclarecer que após 34 anos de atendimento às famílias em situação de risco e vulnerabilidade social na cidade de Curitiba, no dia 26 de junho de 2017 inicia um processo intenso de diminuição do quadro funcional da organização social. Todas  as medidas para que isso pudesse ser evitado foram tomadas exaustivamente. No entanto, o Instituto tornou-se inviável financeiramente.

Com a demissão de 1.300 funcionários a partir desta segunda-feira (26), a cidade deixará de contar com o serviço de 936 agentes comunitários de saúde, que atendem 700 mil pessoas ao ano por meio do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), previsto constitucionalmente no âmbito da Política Nacional de Atenção Básica – Programa Saúde da Família.

Além disso, a Unidade de Valorização de Recicláveis (UVR), modelo internacional na gestão de resíduos recicláveis que levou Curitiba a ser reconhecida como capital ecológica, encerrou suas atividades no início do mês de junho deste ano. Da eco indústria, 180 trabalhadores estão sendo desligados. A UVR, que acaba de completar 27 anos, processava 10 mil toneladas de lixo por ano e, com o resultado da comercialização dos recicláveis financiava projetos sociais desenvolvidos pelo IPCC e pela Fundação de Ação Social (FAS). Recebia por ano mais de 15 mil crianças e adolescentes que visitavam o Museu do Lixo que Não é Lixo e participavam de oficinas ambientais.

Ambos os convênios, do PACS e UVR, eram firmados entre IPCC e a Prefeitura de Curitiba que, além de não honrá-los integralmente desde meados de 2016, unilateralmente, decidiu pela não continuidade dos mesmos. O Instituto alerta que a paralização dos serviços dos agentes de saúde sobrecarregará o sistema de saúde do município, em um momento em que este já está enfrentando grande crise. Estima-se que 350 mil pessoas ficarão sem atendimento de saúde, se implantada a nova proposta sugerida pela Prefeitura.

No caso do fechamento da UVR, 50% do lixo que não é lixo de Curitiba, coletado pela Prefeitura, deverá seguir para aterro sanitário, onerando a população que já paga pela coleta e pela destinação do material que deveria ser reciclado e que pagará agora para que seja enterrado, o que significa, ainda, prejuízo ambiental.

Também nesse processo de demissões está previsto o desligamento de 100 funcionários da sede administrativa do Instituto Pró-Cidadania. Esses davam suporte ao trabalho do Instituto nos convênios, campanhas e projetos. Com o encerramento das atividades do IPCC, 500 mil atendimentos e mais de 600 instituições sociais deixarão de receber doações de alimentos, roupas, material escolar e de construção, entre outros, que atendiam a população vulnerável em momentos de dificuldades.

O IPCC também administra a rede de lojas Leve Curitiba, importante agente de desenvolvimento da economia criativa da cidade. Com o encerramento da rede, centenas de artesãos e pequenos produtores de souvenires deixarão de ter um local para escoar sua produção.

O IPCC afirma que todas suas contas são submetidas a auditoria independente e que, ao longo dos anos, jamais recebeu qualquer ressalva do Tribunal de Contas do Paraná. O IPCC reafirma sua firme disposição em abrir suas contas ao Ministério Público e à população curitibana a qualquer momento.

O IPCC ressalta que os 1.300 funcionários em processo de demissão estão saindo sem o pagamento de direitos trabalhistas e verbas rescisórias, pela impossibilidade do Instituto em fazer frente a essas despesas sem o repasse das verbas de rescisão de responsabilidade da Prefeitura. Todos os sindicatos das diferentes categorias empregadas pelo IPCC foram comunicados e estão cientes da situação. A dívida do Instituto soma R$ 5.869.230,93. O que a Prefeitura de Curitiba deve em repasses ao IPCC atinge R$ 25.737.000,00. A maior e mais antiga ONG do estado, que sempre se orgulhou em ser "especialista em ajudar" lamenta profundamente fechar suas portas e deixar desamparada à população em um momento tão crítico e obscuro do país.

Curitiba, 23 de junho de 2017. Comissão do Conselho Deliberativo do IPCC.

Equipe de projetos e ambiental do Pró-Cidadania capacita nova instituição parceira do IPCC

Semana passada, a equipe de projetos e ambiental do Pró-Cidadania capacitou a instituição parceira, Oásis, com os cursos dos Guardiões da Natureza.
Os monitores dos projetos, Leandro Viera e Rafaela Morato, com o auxílio do ascensor ambiental, Johnny Flores, ensinaram às crianças através de um jogo de tabuleiro como é importante ser um “Guardião da Natureza”. A dinâmica foi passada, também, para os educadores de maneira mais ampla e específica para que eles mantenham as crianças em contato com o tema.
No projeto Guardiões da Natureza, onde a equipe do setor ambiental do Pró-Cidadania realiza capacitações e oficinas para educadores de entidades sociais parceiras. O intuito é formar multiplicadores ambientais que, através de noções de sustentabilidade, reaproveitamento e técnicas de menor impacto ambiental, apliquem o conteúdo das oficinas na rotina das entidades, na vida do público atendido (crianças e adolescentes) e formem novos multiplicadores.

Principais assuntos abordados nas oficinas:
- descarte correto dos resíduos sólidos;
- consumo consciente;
- educação alimentar e uso integral dos alimentos;
- desenvolvimento de hortas comunitárias;
- técnicas de compostagem;
- uso consciente da água e da energia;
- guarda responsável de animais.

Neste sábado (10) entregue o seu lixo eletrônico no Parque Barigui

Neste sábado (10), das 9h às 17h, acontece mais uma ação de recolhimento de lixo eletrônico no Parque Barigui, em Curitiba. A E-Lixo é uma iniciativa do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Paraná (SESCAP-PR), Prefeitura de Curitiba e Instituto Pró-Cidadania.

Em três anos de evento, já foram coletadas 85,48 toneladas de materiais. Os resíduos são encaminhados para a Unidade de Valorização de Recicláveis, UVR, onde é feito a triagem e encaminhamento da sucata para empresas especializadas. O valor das vendas é revertido em recursos para projetos socioambientais do Pró-Cidadania.

O que é lixo eletrônico

Lixo eletrônico é todo resíduo sólido proveniente de materiais eletroeletrônicos, como computadores antigos, celulares, cabos, carregadores, televisores, etc. Se descartado de maneira incorreta, torna-se um grave problema ambiental e à saúde humana, especialmente pelos metais que o compõem, como chumbo, cádmio e mercúrio, além de outras substâncias tóxicas.

Serviço - E-lixo

Data: 10/06
Horário: 09h às 17h
Local: Estacionamento do Parque Barigui (entrada pela BR - 277)

Biblioteca itinerante faz a alegria das crianças atendidas pelo Parceria Nota 10

baixarefriteca

A Refriteca é uma biblioteca itinerante que surgiu após a parceria entre o Pró-Cidadania e a empresa de refrigeradores, Electrolux. Nesta quinta-feira (25) a biblioteca itinerante visitou mais uma instituição parceira do Instituto Pró-Cidadania. A sortuda da vez foi a instituição Encontro com Deus, no bairro Cajuru de Curitiba.

Os livros são selecionados pela equipe de projetos do Instituto, buscando abordar temas coerentes e direcionados para crianças das faixas etárias de 5 a 17 anos atendidas pelo projeto Parceria Nota 10. O tema deste ano é o folclore brasileiro.

A instituição Encontro com Deus tem o objetivo de criar um espaço de proteção, onde as crianças possam se desenvolver. “Acho de extrema importância ter esse projeto em parceria com Instituto, que tem nos ajudado a manter esse lugar também[...] Sempre digo aos pais que nós não somos um reforço escolar, estamos aqui para desenvolver temas relacionados a cidadania e meio ambiente, mas todas as atividades que desenvolvemos ajuda naquilo que eles estão aprendendo na escola”, disse a pedagoga da instituição, Eliane Chapula.

A aluna Maria Luiza Santana, 10, gosta muito de ler e é incentivada pela mãe. Possui diversos livros em casa e prefere os que contém mais ilustrações. Seu preferido é do urso. “Cada semana eu empresto um livro na biblioteca da minha escola, mais com os que eu tenho em casa, por semana, eu leio uns três livros”, disse.

A inauguração contou com a presença de uma contadora de histórias, Tatiane Phauloz, da Fundação Cultural de Curitiba pelo programa Curitiba Lê. Ela diz que a leitura forma um senso crítico para a formação das crianças. “A leitura mudou minha vida, e hoje conto histórias para essas crianças com o objetivo de a leitura mudar a delas também. ” A presença da contadora serve para que as crianças participem de maneira lúdica e divertida das histórias.

Para o monitor do Pró-Cidadania que acompanha o desenvolvimento do projeto, Leandro Vieira, a Refriteca é uma maneira de trazer a cultura e o hábito de ler livros de uma maneira atrativa para as crianças. “A leitura traz muitos benefícios, não só para crianças, mas para todos. Desenvolver isso enquanto eles ainda são pequenos é criar um hábito para o resto da vida. ”

Parceria Nota 10 

Foi criado em 2007 e desde então beneficiou mais de 10 mil crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos. O projeto promove a formação integral na vida das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, com atividades que favoreçam o desenvolvimento pessoal e social, suas capacidades e valores como participantes do seu próprio processo de crescimento.

UK betting sites, view full information Best UK betting sites bookamkers

Anal